Reabre o prazo para parcelamento de dívidas com o Estado do Paraná - DECRETO 3990 de 29/04/2016 | Zanquetta Vitorino Advogados Associados

Notícias

09/07/2016 08h19

Reabre o prazo para parcelamento de dívidas com o Estado do Paraná - DECRETO 3990 de 29/04/2016

Publicado no DOE em 2 mai 2016

Reabre prazo para a adesão ao PPI - Programa de Parcelamento Incentivado, de que trata a Lei nº 18.468, de 29 de abril de 2015, regulamentada pelo Decreto nº 1.932, de 17 de julho de 2015, e dá outras providências.

O Governador do Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V do art. 87 da Constituição Estadual,

Considerando a Lei nº 18.468 , de 29 de abril de 2015, e o Convênio ICMS 6 , de 3 de fevereiro de 2015,

Decreta:

Art. 1º Fica reaberto o prazo para a adesão ao PPI - Programa de Parcelamento Incentivado, de que trata a Lei nº 18.468 , de 29 de abril de 2015, regulamentada pelo Decreto nº 1.932 , de 17 de julho de 2015, no período de 10 de maio de 2016 a 15 de julho de 2016.

§ 1º A adesão ao PPI, no caso de parcelamento, nos termos do art. 3º do Decreto nº 1.932/2015 , deve ser efetivada até as 18 horas do dia 15 de julho de 2016, com a indicação de todos os débitos que pretende parcelar, devendo a primeira parcela ser paga até o último dia útil do mês de adesão, e as demais parcelas até o dia 25 dos meses subsequentes.

§ 2º O recolhimento em parcela única deverá ocorrer até o dia 15 de julho de 2016.

§ 3º Para as dívidas ativas ajuizadas, o pagamento de honorários junto à Procuradoria Geral do Estado, observado o disposto no § 5º do art. 1º do Decreto nº 1.932/2015 , bem como das custas processuais junto às Varas da Fazenda Pública de execução fiscal, deverá ser feito até o dia 29 de julho de 2016.

§ 4º Caso opte pelo pagamento de parte do débito, o contribuinte deverá informar ao fisco em requerimento endereçado ao Diretor da CRE - Coordenação da Receita do Estado, até o dia de 8 de julho de 2016, o valor que pretende pagar em parcela única ou parcelar, a data-base e o respectivo valor original.".

Art. 2º Fica introduzida a seguinte alteração ao art. 4º do Decreto nº 1.932 , de 17 de julho de 2015, renumerando o parágrafo único para § 1º:

"§ 2º Na hipótese de parcela(s) vencida(s) sem o correspondente recolhimento, automaticamente haverá imputação dos pagamentos de forma sucessiva para a primeira parcela pendente, sem prejuízo do disposto no § 1º.".

Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.

Curitiba, 29 de abril de 2016, 195º da Independência e 128º da República.

CARLOS ALBERTO RICHA

Governador do Estado

VALDIR LUIZ ROSSONI

Chefe da Casa Civil

MAURO RICARDO MACHADO COSTA

Secretário de Estado da Fazenda

MAIS NOTÍCIAS

Ir para o programa PAEBT

Juros a 12%, multa a 2%, anatocismo, comissão de permanência

São formalizações de requisições de pagamento de determinada quantia, superior a 60 salários mínimos por beneficiário, devida pela Fazenda Pública.

Jurisprudencia

Jurisprudência (do Latim: iuris prudentia) é um termo jurídico que significa conjunto das decisões e interpretações das leis.

Downloads

Webmail

Zanquetta Vitorino Advogados Associados - Todos direitos reservados - 2009 - 2022

Desenvolvido por Guia Goioere